◄ Outubro/Novembro > Poesia


João Alguém

Regina Azevedo

meu filho
joão
não esqueça teu nome
foi ele
que seu pai levou na ponta da língua
até o cartório

era esse som que dizíamos
passando a mão pela barriga
que crescia rápido
e imaginávamos tuas coisas
as primeiras cuecas
a cor dos teus olhos
e até quando pensávamos
em te ligar perguntando onde estava
teu nome era joão

se for preciso memorize
essas quatro letras
esse chiado de silêncio
que sai quando pronunciamos

joão

você não será
marginal preso com 10kg de cocaína
bandido que roubou carne
pra alimentar sua família
menino de 12 anos que já nasceu
com vontade de matar
você não será apagado
você não será invisível

não esqueça
teu nome, filho
é João

Thiago Oliveira

Av. Câmara Cascudo 355
Ribeira Natal-RN CEP.59025-280

nosdorn@rn.gov.br
(84)3232-6793 | 3232-6795